16 maio 2014

Cama compartilhada, paguei pela língua!



                                Sim, essa foi uma das coisas que  mais paguei pela língua !



Sempre falei (antes do pedro nascer) que meu filho não iria dormir na minha cama porque lugar do bebê era no berço e o pai do pedro concordava comigo, mas bastou o Pedro chegar que logo nos primeiros dias mudamos de ideia. kkk


No começo ele ainda dormiu num Moisés do lado da minha cama porque eu tinha medo de machucar ele ou sufocar ele, mas com o tempo fui ganhando confiança em mim mesma e quando demos conta ele estava dormindo todos os dias na nossa cama. 


Ah gente, fora que ,sempre foi  muito gostoso sentir ele ali pertinho, poder cheirar ele a noite toda, acordar a meio da noite e ficar só olhando pra ele sem ter que me mexer, fora a praticidade quando ele acordava pra mamar. Ele não era um bebê que se acordava as madrugadas pra chorar ou ficar acordado , mas, mamava e eu não precisava me levantar e isso fazia com que eu não despertasse e dormisse bem. 


Algumas vezes ainda tentamos colocar ele no quarto dele, mas quando nos deitávamos sentíamos a falta e logo ficávamos querendo ir buscar ele kkkkk E o pai, era o primeiro a querer viu ! kkkk 


Isso é um certo costume que os pais colocam, porque um bebê recém-nascido não consegue diferenciar : Estar acompanhado na cama ou não. A não ser que esteja nos braços dos seus pais, é claro! 
Se passaram 1 ano e 10 meses e ...


O fato é : Esta cama compartilhada ainda está durando!


Resolvi que está na hora de tirar ele.

 Além de que as noites começaram a não ser boas em espaço por ele se mexer muito.kkk

Esses últimos dias,tenho acordada toda quebrada. 


Estou aqui para anunciar a tentativa de tirá-lo da cama compartilhada, e logo em seguida se Deus me der foco, do quarto !

Desmame, desfralde, cama compartilhada, sempre é uma luta para as mamães. kkk


Mas, existe ainda aquela mania de que quem não concorda com cama compartilhada tem de criticar quem gosta de dormir com os filhos. Criticar eu nunca critiquei, mas, bem que queria ter tido forças pra ter feito diferente kkk.


Mas o que eu quero  dizer é que cada um sabe de si. Se existem casais que gostam e que não se incomodam de ter o filho dormindo no meio deles, qual o problema? Cada pai sabe o que é melhor para si e para o seu filho. Se você nunca dormiu com o seu filho na sua cama, tudo bem também.

O que importa mesmo é que cada um faça o que acha que está certo e pronto, né?
Mas, na minha opinião dormir com o filho na mesma cama é uma das melhores coisas do mundo, kkk, é sim !
Como não tenho experiência nesse processo de retirada , estou aqui para anunciá-la e logo mais contá-las da experiência, como foi e como funcionou. A mamãe aqui precisa voltar a ter “espaço” na sua cama, kkk

O meu método inicial é : Um pouco por vez!

Primeiro comprar outra cama e colocar próximo à minha ( ou quem  sabe tentar um colchão, berço).
Após alguns dias ou semanas assim, quando você tiver certeza que ele está acostumado com sua nova cama, aviso por aqui , e começo a mover um pouquinho distante da minha cama, e finalmente, para seu próprio quarto.Assim que eu expandir uns projetos ali. 

Quem tiver passado por isso , comenta ai e me ajuda com dicas também - haha!

A luta começa em 3 2 1 ... haha!
Me desejem #sorte!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Mãe com Salto Alto. Todos os direitos reservados.
Editado por: La Cerejinha Design.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo