25 março 2014

Saga : Finalmente Loira !

Oi meninaas ! 

Bom, como muita gente ficou me perguntando porque não fiz um post sobre a mudança dos meus cabelos e querendo saber que mudança radical foi essa kkk, estou aqui para contar e também pra pedir desculpas pela total falta de tempo desta pessoa que vos fala aqui kkkk.

 Ao verem minha mudança publicada no face essa semana todo mundo anda elogiando o tom e me perguntando como que é ser loira!

Pois é, vou contar aqui como foi essa 'loucura'. 





  Desde do inicio, até mesmo antes de cortar o cabelo curtinho, depois pintar de super preto, depois colocar mega e depois deixar ele crescer naturalmente ( que demorou meses kk) eu tinha aquele desejo interno de ser loira, sério, muita gente me falava que eu tenho um tom moreno que combinava com um certo tom loiro também, só que um único fator não me deixava fazer isso era: coragem

Eu pensava e pensava, tinha vontade, mas não me vinha coragem de jeito nenhum.
Certo dia, pertinho de entrar 2014 decidi ser loira, porque não se eu gostava da cor, e também podia ser  um processo que poderia ser feito aos poucos, sem chocar demais ou danificar de uma vez o cabelo. Mas foi incontrolável, não passei muito tempo e já estou na saga loira por quase completo , kkk , comecei com as californianas em novembro, passei pro ombré em janeiro, e quando menos espero estou eu aqui LOOOOUCA, em pleno março nas mechas! haha



Pessoal quando se tem uma coisa na cabeça, não tem quem tire! Decidi tomar essa coragem,e já sei que minhas melhores amigas agora serão todas as hidratações do mundo possíveis e cauterização pra que quem sabe deixar ele até mais claro um pouquinho. kkk Vicia viu ? ;)


    O que eu mais temia era chegar em um loiro que deixasse muito impactante com o tom da minha pele , mas graças a Deus, com a dica de todas as #negasloiras, escolhi um que deixou um tom lindo e até digamos suave pra tantas morenas super loiras que vejo por ai .



No começo não foi nada impactante porque foram só as californianas, depois subi um pouco mais,mais ainda não era o meu tom desejado, então radicalizei mesmo, agora estou loira ! haha.

O que acharam ?
Beijo grande, até o próximo post, Thais Lima. 


13 março 2014

Escolinha : Período integral !

Oi meninas ! 
Hoje eu vim falar sobre a minha escolha em colocar Pedro no período integral na escolinha. 
Essa minha escolha pelo integral foi quase que forçada , vocês devem imaginar num é ? kk Ficar ainda mais tempo sem o filho , quem quer ? Nenhuma mãe ! É a realidade. Mas em um post que fiz anteriormente sobre a escolha da escolinha ( O papo é : Pré- escolinha ! ) citei que era de total acordo á pré-escola já que existem também muitos benefícios educacionais para a criança. Com esse ritmo acelerado da vida contemporânea (em especial a minha que está uma loucura) e a necessidade de sustentar a família fazem com que pais e mães passem a maior parte do dia trabalhando. Meu horário é bem lite na semana, arroxa um pouco no final de semana, só que final de semana o Pedro ta ficando com o pai agora , então, os meus dois horários que faço final de semana fico tranquila porque ele está sob cuidado paterno ;)

Com os meus horários e o do pai do Pedro preenchidos e uma loucura de correria com trabalho , universidade etc,  nos vimos em uma situação complicada, até porque meu horário nunca batia com o de pai dele, não dava pra eu simplesmente ter que mudar o horário pelo dele , nem o dele pelo meu . O pedro começou a estudar o ano passado e se adaptou depois de uns dois meses precisamente, esse ano matriculamos ele no período da manhã porque o pai e eu trabalhávamos cedinho. Eu voltada ás 14:00 e o pai ás 18:00, daí eu ia pra universidade e o pai dele ficava com ele. Só que agora tudo mudou, o pai dele voltou ás viagens e meu horário mudou pra mais tarde porque mudei de emprego. Então nos vimos em um beco sem saída , onde ninguém da família poderia ficar com ele pela tarde e também porque sabíamos que quando chegasse essa hora que a rotina ficasse uma loucura optaríamos mais uma vez pela escola, por ser um local seguro, com profissionais qualificados e maior tempo de funcionamento.   

A escola de tempo de integral tem sido uma boa alternativa para os pais deixarem as crianças enquanto trabalham.

Ele ainda está em processo de adaptação nesse período, andei notando algumas mudanças nele após o integral que ainda estou estudando bem o caso. O que mais me doe é saber que não existe outra saída ou solução , PELO MENOS NO DEVIDO MOMENTO,a opção é INTEGRAL, não temos saída. ;/ 

A vida cada dia mais corrida, você corre contra o tempo e ainda tem que se dedicar o máximo e o que resta pra eles que são apenas vítimas de tudo isso. Eu escolhia trabalhar, hoje já não escolho mais , é uma necessidade mesmo, uma obrigação que tenho de sustentar a mim e a meu filho, então, não tem outra saída a não ser submetermos a esse tipo de escolha. 

Segundo alguns psicólogos e pedagogos o ideal é que a criança passe meio período em sala de aula e, o outro, com a família. Como nem sempre é possível, por causa do trabalho dos pais, o período integral também se torna boa opção, desde que sejam seguidos alguns critérios. E um deles é por exemplo, um tempo de qualidade com o leito familiar, eu tento ao máximo possível, mesmo que seja por pouco tempo, passar um tempo de qualidade com o Pedro. Brinco, converso, canto, faço atividades com ele, etc. Ele tá muito inteligente pessoal! 
Bom, o ideal também é que o início das aulas seja bem cedo, entre 7 e 9 horas, me atentei muito em relação a isso porque tipo , eu estava querendo deixar ele ás 10:00 hs porque pego no trabalho ás 11:00, mas não seria o correto. Existem estudos na área de neurociências que comprovam que a entrada da criança na escola após 9 horas da manhã em turno integral colabora muito para o baixo rendimento escolar no caso de crianças pequenas. Então o Pedro chega a escolinha ás 7:00 hs e sai as 17:00 hs. Um horário em que seu rendimento escolar acaba não sendo prejudicado. 



Do ponto de vista dos psicólogos e pedagogos, não há idade recomendada para colocar os filhos o dia todo na escola. A medida pode ser benéfica para crianças de qualquer idade. "Quanto antes o aluno ingressar no estudo integral, melhor será o seu aprendizado"

Quem optar por deixar os filhos, especialmente os menores, durante o dia todo na escola deve ficar atento ao período de adaptação deles, como eu ando atenta também. Porque é normal que as crianças fiquem mais cansadas nos primeiros dias da nova rotina, durmam mais, fiquem manhosinhas. No entanto, se elas ficarem mais agressivas ou silenciosas do que o habitual  ou doentes com muita frequência , talvez seja o caso de rever a estratégia. 

Estou atenta as mudanças de comportamento do Pedro e logo logo vou contar sobre no próximo post porque :


"Quando elas não se adequam a uma rotina, elas somatizam o problema". 


Veja também :    O papo é : Pré- escolinha !

                         Sem culpa de colocar CEDO na escolinha!
                         Adaptação na escolinha!


Beijo grande, até o próximo post!

Thais Lima ;) 




04 março 2014

Filho é pra quem pode mesmo !

Oi pessoal !


E o carnaval como estão passando ?  Eu não viajei , kkk ;/ Mas, não vim falar sobre o carnaval hoje.
Hoje o post vai ser um esboço de opinião. Mais uma vez ? kkkk  É sim ! 
Vocês já devem ter percebido que eu leio muito tudo sobre maternidade, relacionamentos, criação, desenvolvimento da criança e blá blá blá, e dessa vez clicando nisso e naquilo na net acho um texto que me chamou muita atenção e que gostaria de compartilhar com vocês e também saber a opinião de vocês em relação ao assunto né ? O  texto é ridículo, vou logo avisando : não tem nada de bonito e edificante nesse texto ! 
Gosto de assuntos polêmicos, e de assuntos que também gerem inquietação, porque dessa forma a gente abrange a mente escutando a opinião de um e de outro. 

Quando li esse texto me arrependi, fiquei com raiva das palavras ditas e triste também por saber que alguém pensa dessa forma.
A autora começa : "Filho é para quem pode! Eu, não posso. Apesar de biologicamente saudável". 
Claro que respeito muito a opinião de cada um . Entendo que algumas pessoas podem não ter o desejo de ser mãe, e que quem não quer ter realmente é melhor não tê-los porque os nossos filhos precisam de muito amor e dedicação , e precisam ainda mais, que sejamos eternamente mães apaixonadas pelo papel dado.
Só que o texto em si tenta muito influenciar com falsas verdades aquilo que é uma maternidade. Como uma pessoa que não viveu uma maternidade pode opinar sobre ela ? Como falar sobre ser mãe se não se é e se não sabe o que é ?

Me revoltei com as coisas que li pessoal, de verdade, me decepcionei com as palavras que foram escritas por uma mulher que poderia ter a sorte de sim, ser mãe. Ao contrário do que ela falou no texto, os nossos filhos são sim um pedaço de nós, ser mãe é sim padecer no paraíso, é nosso coração batendo fora do nosso corpo, é o nosso melhor papel, é árduo, é verdade , mais jamais teria um coração tão vazio ao ponto de dizer (como diz no texto ): 
Meu Deus ! E o sacrifício onde fica ? Ser mãe não é  nada fácil não mais é divino ! 
Repito : Não quer ser mãe ? Ok ! Respeito .
Realmente eu concordo com o título, filho é pra quem pode mesmo , não é qualquer uma que sabe ser mãe não, que entende o papel, que desenha com amor o quadro maternidade. Como ela fala no texto : 
Mais pessoal, a gente sabe que não é naaaaaada fácil agir com maturidade sempre, que em alguns momentos nós enfiamos o pé na jaca e pensamos : POOXA , NÃO ERA PRA EU TER AGIDO ASSIM ! Mais sabe ? Respira fundo e não se culpa não, que toda mamãe erra, e que nesse corre-corre de "Rainha da coméia" perdemos um pouco o controle sim , mas por ser ser humano e não por não ter amor e amar seu filho.
Isso é normal de mãe sabe ? Você tá naquele pico e de repente vem seu filho e não quer comer , e ai você tenta com um jeitinho e ele : TÁ! Derruba o prato no chão .Bate na mesa ... no prato e ainda chora . Sua primeira reação é ? ( ... ) Toda mãe já teve uma primeira reação errada e hoje tô aqui pra dizer a vocês que assim como eu já passei , posso lhes garantir, crianças tem suas fases e isso também faz parte, TEM MUITA FASE MÁGICA EM SER MÃE. Eu sei, é chato quando ouvimos “isso é fase, vai passar”. Mas é a mais pura verdade e devemos também levar em consideração a fase que a criança está passando para interpretar suas atitudes.
Aqui vai  a minha resposta: ser mãe é a melhor coisa do mundo !
Ser mãe é indescritivel, ninguém pode simplesmente falar o que vem a ser mãe se nem se quer sente o amor que é. Eu até entendo essa autora ser tão crua nas palavras e falar tanta abobrinha, porque né ? É difícil colocar em palavras tanto sentimento. Tentar explicar o que não se explica, se sente. Então se ela não sente e nem quer sentir por que acha que não é capaz, também não pode ficar ai tentando explicar o que é ser mãe. 
Ahhh gente , de verdade, eu fiquei muito revoltada com esse texto sabe -' 
Uma pessoa como essa num chega e esboça no texto dela algo do tipo : 'Eu não conheço a parte boa de ser mãe, não sei que ter filho é um verdadeiro e valioso sentido para existir, que é se apaixonar todos os dias. É ter a casa cheia de alegria. Não sei que é ter um fiho é sentido verdadeiro para existir , que é sentir a real felicidade. Não sei da parte boa DEDUZO APENAS A PARTE ÁRDUA ----' 
A vida é uma só. Sozinho ninguém vive. Dividir a vida com um filho (ou mais de um) é o melhor paraíso.
E não é a mãe que escolhe ter filhos. São os filhos que escolhem ter aquela mãe. Com certeza seria um desprazer pra um filho ter uma mãe que pensa assim, só acho ! 
Mas, pelo menos na minha vida materna, “infelicidade” é uma coisa que não existe.E que se em algum momento, pelo menos comigo, eu pensasse nisso eu acho que eu ia me sentir super culpada,porque, olha só ...todos os outros sentimentos  já existiram nesse coraçãozinho aqui meninas, aqueles de cansaço, de medo, de frustração e tal , mais infelicidade ? JAMAIS ! 
Nunca me senti “infeliz” em ser mãe.
Pra  mim, ter filhos é  uma causa que você abraça, um estilo de vida que cada casal quer e mesmo que se não planeje cada casal leva do seu jeito e fica feliz por isso, porque filho é felicidade. É verdade que existe sim muita frustração, muito cansaço, muita angústia, muito medo, muita culpa, gastos e gastos … aquela vida (social, sexual que eu sempre falo nos videos …) que você tinha e que some , realmente muda rapidinho.
 Isso é fato, porque mãe é renuncia , é de fato uma dedicação total. 
No fundo, bem no fundo, todo mundo sabe que ser pai e ser mãe , principalmente mãe, é punk e que tem horas que temos vontade de largar tudo que estamos na hora , tirar a roupa e sair corrento até o  México kkkk e não há nada de vergonhoso em admitir isso não pessoal.Porque depois de todo esse sentimento , você tá ali, cuidando dele e se dedicando de novo... vergonhoso seria se você o abandona-se , ou o maltrata-se. ;)
Eu amo ser mãe e discordo dessa manchete totalmente !
Beijo grande, Thais Lima ;) 





O nome da manchete que achei , parei pra ler e resolvi postar sobre, tem como título : Filho é pra quem pode !









"Não conseguiria ser um céu para uma pessoinha que vai me tirar o juízo madrugadas inteiras !"

Nossos filhos são sim nossas vidas ! Mas sinceramente , não podemos cobrar palavras e nem atitudes de uma pessoa como esta, que se quer se dá o trabalho de vivenciar algo tão mágico que é ser mãe. 

Mas, falar falsas verdades e influenciar quem está pensando em ser ou está na dúvida isso só passa a ser ridículo e sem noção. 






E não há amor nesse mundo maior que este ! 
Vale a pena sim, e seja sim, na hora certa !
Esse texto passou de ridículo pra mim ;@@


Isso chega a ser uma ofensa a nós que batalhamos noite e dia por nossos filhos, vivenciamos os árduos e complicados momentos cheio de amor e uma pessoa dessa vem a querer QUESTIONAR o ato e a escolha de sermos mães !!!









E você ?


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Mãe com Salto Alto. Todos os direitos reservados.
Editado por: La Cerejinha Design.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo