28 abril 2014

O "Desmame" do Pedro.

Oi  meninas ! 

Como o título mesmo mostra ,  hoje eu vim contar de forma mais breve possível, embora o assunto seja abrangente, como aconteceu o DESMAME do Pedro.
 Isso ! Consegui finalmente desmamar meu pinguinho ! Ô luta viu pessoal ;)) 



O desmame foi iniciado a uns três meses atrás e teve fim com sucesso exatamente á 15 dias exatos. 
Claro que também vim dá de toda forma um certo tipo de dica pra quem quer desmamar e não conseguiu  e/ ou ainda está tentando. 
 A primeira dica é : Não cometa o  mesmo erro inicial que eu e não estabeleça um calendário fixo para deixar de amamentar.  Porque você raramente consegue, sério ! Pra um bebê que mama bem e não se alimentou de nenhuma outra alimentação complementar até os 6 meses de idade, é muito difícil deixar de mamar assim de uma hora pra outra, ou até mesmo aceitar a deixa do peito com tanta segurança e facilidade que você espere .
Claro que eu já vi exceções que me deixaram boquiaberta , como do tipo, a mãe tirou o peito hoje e começou a dá mamadeira amanhã e o bebê se acostumou numa boa ;O Mas, aqui em casa isso não funcionou , até porque eu não faria isso dessa forma, vou até explicar o porquê. 
e
Primeiramente você tem que procurar observar se seu filho já dá sinais de que está pronto para isso, como por exemplo,  se ele demonstra menos interesse pelo peito,  e se já substituiu algumas mamadas por outros tipos de alimentos ou até se prefere brincar. Você, melhor do que ninguém, saberá julgar. 

O que facilitou muito o desmame do Pedro foi o fato de passar o final de semana na casa do pai.  Como ele já fazia as três refeições do dia, não vi problema ele ficar sem mamar alguns dias até porque ele já mostrava uma certa MATURIDADE pra viver sem o peito enquanto não estava na minha presença. Nos primeiros dias, as avós comentavam que ele gemia um pouquinho de noite reclamando, porque ele sempre dormia mamando, ai os dias que ele passava comigo eu tentava ao máximo substituir pro brincadeiras, outras distrações e alimentações divertidas e diferentes aqui em casa.

O certo é ir devagar, os especialistas sempre aconselham a não parar de amamentar de repente, porque a experiência pode ser bastante traumática para a criança e nada confortável para você. Eu também tinha que me acostumar com o desmame , afinal, dei de mamar exatamente 1 ano e 10 meses e não é tão fácil desfazer esse vínculo também. 

Se o bebê não mostra sinais de que está pronto para parar de mamar, o certo é ser paciente. E como fui viu ? Tentava e as vezes eu mesmo perdia o foco e não resistia, ai acaba dando novamente.
Só que o Pedro tá numa fase escolar muuuuito importante agora, o aprendizado dele vem dando saltos incríveis, ele tá se desenvolvendo muito e a rotina que ele recebe agora na escola também me ajudou muito a desmamar ele. Pedro se acordava mamava, e ia pra escola, passava o dia na escola, quando chegava mamava e já queria dormir. 
Agora não !
Ele acorda, toma café da manhã , vai pra escolinha, lancha lá, brinca, almoça, faz uma série de atividades, aprende, e quando eu vou buscar ele já tem lanchado a tarde e tudo fica mais fácil pra eu chegar em casa e simplesmente substituir por uma brincadeira ou alguma outra alimentação.  

A amamentação não é somente fonte da nutrição da criança, é também de conforto,  o melhor a fazer é ajudar o bebê a se ajustar à nova rotina.

Teve um momento que um grau de inteligencia e de entendimento dele tava tão grande, que o pouco do mamar que eu ainda dava a ele, eu resolvi dizendo que o peito da mamãe tava doendo e que não podia mamãe mais. Realmente doia muito as vezes , porque ele já tem muitos e muitos dentes e sugava com muita mais força, eu já tava ficando um pouco fraca por não está me alimentando de uma forma muito correta e ainda dando de mamar. Pessoal, FOI O MOMENTO MAIS LINDO DO DESMAME, KKK SÉRIO! 
Quando eu resolvi dizer, por decisão minha, que o peito da mamãe dicava doendo, ele simplesmente dizia: AIAIAI, e dava UM BEIJO !!!! Vocês acham ? kkk. Lindo demais. Sorria depois e ia brincar ou pedia alguma  outra coisa pra comer, e dessa forma, foram se passando os dias e assim que funcionou. Ele já não mama há exatamente 15 dias, e já senti segurança que dessa vez foi pra valer. 

Ele já olha pra mim, e não pede mais "mamar" e quando me vê de sutiã repete : aiaiai mamãe, e dá um beijo pra passar !  kkk

Então a dica que eu dou pra vocês é a seguinte : Só ofereça o peito quando seu filho demonstrar interesse. Se ele  estiver distraído na hora da mamada ou se mamar por segundos apenas,já pode ser um bom momento para parar. Pule uma mamada e veja o que acontece. Ao ir perdendo uma mamada por vez, seu filho tem tempo para se adaptar às mudanças e sua produção de leite também vai diminuir gradualmente, sem deixar os seios ingurgitados ou com uma possível mastite (inflamação mamária), que já até falei sobre isso aqui :Tudo sobre mastite!

Atrase as mamadas. Tente adiar as mamadas se estiver amamentando só de vez em quando . Quando seu filho pedir o peito, diga que não chegou a hora ainda e procure distraí-lo, ERA ASSIM QUE EU FAZIA !. Este método funciona bem com crianças um pouco mais velhas, da idade do Pedro por exemplo, que já é possível tentar argumentar. 

Não é fácil, isso é fato ! 
3 meses tentando sem parar não é brincadeira, mas em determinado momento ser firme para não ceder é o que basta. Durante o dia é mais fácil. Sempre que for o horário em que ele costuma mamar, ofereça outra coisa para ele comer e distraia sua atenção. Lógico que ele vai chorar, e muito. Amamentar é uma ligação mãe-criança que ele vai sentir muita falta. Mas, grandinho como o Pedro está por exemplo, e já come bem,  então o peito não está alimentando, é só emocional. Conseguindo enrolar ele durante o dia já fica mais fácil a noite. Simplesmente não dê. Ofereça o leite no copo ou na mamadeira (como você estiver acostumando ele), fique com ele ao lado do berço, tente não conversar com ele, pegue no colo, acalme ele, ponha de novo no berço e ofereça de novo a mamadeira (caso tenha recusado antes) e muita paciência. Fome ele não vai passar se você garantir uma boa alimentação durante o dia e oferecer o leite a noite. Ele vai aceitar a mamadeira ou o copo quando perceber que você não vai ceder e que se ele não aceitar vai ficar com fome, entende? 

É uma fase difícil, mas o importante é não desistir e voltar atras. 


Espero que tenham gostado das dicas !



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Mãe com Salto Alto. Todos os direitos reservados.
Editado por: La Cerejinha Design.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo