06 junho 2013

Engravidar sabendo que o marido não quer?




Oi amores. Eu fui questionada essa semana passada por mais um tema polêmico, além deste : vida de mãe!


Por que uma mulher engravida mesmo sabendo que o companheiro não quer outro filho? 

tchan tchan tchan tchan ♫ 


Olha só, me questionaram e eu me senti super desafiada a compartilhar sobre né?


Bom ... eu THAIS, Já me perguntei isso várias vezes em muitas situações em que presencio e acho que não encontro uma resposta. Porque acabo me perguntando se quem tem a palavra final sobre ter ou não o segundo filho é a mulher ou o homem !


Mas, algumas leitoras  em que converso concordaram comigo que apesar de ser uma decisão do casal, no final, é a vontade da mulher que prevalece mais . Se ela quiser, tem como acontecer, vá por mim kkkk.


Engravidar mesmo sabendo que o marido não quer é, no mínimo, uma atitude egoísta na minha opinião, é não pensar  no companheiro e muito menos no filho em que estará sendo gerado. Esse papo que -com o tempo ele vai se acostumar com a ideia - e tal, na minha opinião, é somente tapar o sol com a peneira.


O que fazer então quando você quer e ele não quer? A situação é exatamente igual a do post anterior...


Lembrando o trecho da matéria :


"Eis um problema: a paternidade, que deveria ser o momento mais feliz da vida dos casais – de acordo com tudo o que aprendemos –, na verdade nem sempre é assim."


Com a diferença que a mulher, nesse caso, tem total controle sobre engravidar ou não. Como já falei: se quisermos, engravidamos sim, super acreditem! 


Agora...SE o casamento  vai durar ou não isso vai depender unicamente do casal.

Muitas pessoas ACHAM, PENSAM OU SEI LÁ que filho salva um casamento, e isso não procede !

Sempre costumo dizer : SE SEU CASAMENTO POSSUI UNIÃO SEU FUTURO FILHO UNIRÁ MAIS, SE NÃO POSSUI UNIÃO, PIORARÁ QUANDO vier cansaço, estresse, isolamento social (vida de mãe!)


Esse negócio de engravidar pra "prender o homem" é coisa no mínimo da era do dinossauro. Nem as novelas de hoje  apostam mais nessa  estratégia da "barriga".


 Só que conversando semana passada com as leitoras, isso ainda acontece aqui e ali, é impressionante, mais essa coisa de : VOU TER UM FILHO, IREI SEGURÁ-LO, COM UM FILHO DELE ELE NÃO ME ABANDONARÁ, ELE ME AMARÁ MAIS, velho... não existe.


A expressão correta mesmo é : ISSO me dá medo. kkk


Eu mesmo já tive a oportunidade de acompanhar um caso desse modelo bem de pertinho, perto demais até . E não dá certo, filho é pra ser uma UNIÃO DO CASAL, DESEJO DO CASAL, ESCOLHA DO CASAL, afinal, é gerado PELO O CASAL.


Falar pra  ele que está tomando anticoncepcional e com medo de perdê-lo, engravidar ? A vida dos dois só vai tomar um rumo completamente diferente do que estava planejado. Um filho muda tudo, mas não faz nascer o amor onde antes não existia ,não vai acontecer . O único amor que nasce é o de MÃE PARA FILHO, E O DE PAI PARA FILHO, e não o do pai pela mãe. Você olhará pro seu bebê sabendo que o que arrastou o casamento por mais alguns anos foi o nascimento dele ?!  


Isso não é legal né? 


Acaba sendo uma coisa triste de se ver, brigas, gritos e uma falta de comprometimento imensa. Não apenas entre o casal, mas com os filhos que nascem com o objetivo de salvar o que, em primeiro lugar,  não existia.


 Lógico que o casamento não durará!


Ai vem fulano e diz que a culpa é do marido que não se dedicou à família e outro fulano diz que é da mulher que agiu com egoísmo e também não se dedicou à família. Bom, não sei de quem é a culpa, até acho que sei, mais não quero expor, mais só sei que o que aprendi é que as crianças são as que mais sofrem com tudo isso.


 Elas vieram com uma missão impossível de ser cumprida e, lógico, fracassaram... Essas crianças, literalmente, vivem de um lado para o outro, e são manipuladas de forma egoísta e cruel. Se antes era para segurar o marido, hoje é pra garantir a pensão e outros absurdos que não vale nem a pena citar. As crianças, juro, sofrem muito. Dá uma dor  vê-las no meio desse tiroteio com briga, chantagem emocional e muita ameaça as vezes ! ;/


Antes eu não acreditava que nenhuma mãe no mundo pudesse não amar os filho mais agora, com tantas coisas que ando vendo, acredito que isso é possível, é como se fosse fazer do filho um "commoditie" sabe ? - significando literalmente mercadoria !


Trazer uma criança ao mundo para lhe dar aquilo que você não conseguiu conquistar ;/

 Se o casal se ama, a decisão de ter o primeiro, o segundo ,terceiro  ou até quatro filhos precisa ser decidido entre quatro paredes, a dois.

E NÃO ESTOU AQUI DIZENDO QUE NÃO É POSSIVEL OU ERRADO CRIAR UM FILHO SEM O PAI, é outra coisa, porque o fato de uma mulher querer ter um filho por uma PRODUÇÃO INDEPENDENTE não implica nada com TER UM FILHO SEM O COMPANHEIRO QUERER. Então... por favor, não confundam ;)


Ainda  existem mulheres que engravidam para "segurar" o homem e infelizmente o desfecho da história não é legal pra as crianças nem para o casal, esperem o momento certo que FILHOS não seguram homens em suas mulheres !


Espero que tenham gostado do desabafo , kkkk.


Beeijo e boa noite !


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Mãe com Salto Alto. Todos os direitos reservados.
Editado por: La Cerejinha Design.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo