12 novembro 2012

É menino ! Que delicia ser mãe do sexo oposto - O Parto !


Minha intuição sempre foi de que Pedro nasceria dia 20, não 29, conforme previsto.
As ecografias sempre acusavam uma semana a mais e minha médica concordava, e eu sempre discordando. 

Aconteceu que quando estava quase completando 38 semanas a médica me examinou e disse que minha barriga estava bastante alta , eu já estava me desanimando pensando que ia ter que fazer cirurgia.


Segunda,18 de junho:

    
Até então eu tinha bastantes contrações (desde o 6º mês), mas sempre sem dor. 
Sentia algo bem parecido com uma versão light de cólica menstrual,um incômodo na lombar e uma dor no baixo ventre, até comentei com meu marido : acho que agora Pedro tá descendo !

 Passa a dor, passa o dia e na manhã de terça, 19 de junho, sinto a mesma dor outra vez, e dessa vez sai uma espécie de catarro com umas listras de sangue, o chamado “muco”.

 Quarta, dia 20 de junho, a dor volta. Passa, volta. Sempre acompanhada de um endurecimento da barriga.

Por puro desencargo de consciência resolvo verificar se as contrações são regulares, e eram às vezes,demoravam 15 minutos para voltar, outras 10 e de repente somem as dores e fica só aquela barriga dura. Mas as contrações vão ficando cada vez mais frequentes e compassadas. Decido então marcar o intervalo entre as contrações : 2 a 3 minutos entre cada uma, com uma duração de 25 a 30 segundos.

Tomo banho e durante o banho percebo que não consigo fazer nada na hora das contrações : toda vez que elas vinham eu tinha que parar o que estava fazendo. 

A melhor posição em que eu me confortava era de 4 por incrível que pareça, em cima da cama.
Fui ao médico quando meu marido chegou, já levando minhas malas e as dele, sabendo que eu ia ficar . 

Primeira parada: Hospital da Clipsi  - 

Enfermeira pergunta: - “dói muito?” 
-  “ dói". Mas ainda dá pra aguentar e andar.

 Ela diz que eu posso esperar um pouco mais (nas consultas eu deixei bem claro que não queria ir pro hospital pra ficar de molho por horas e ela acabar induzindo meu parto. por isso ela me fez esperar mesmo e eu achei foi bom).

 No primeiro toque que levei na clipsi saiu todo tipo de tripa de dentro de mim , pra resumir um pouquinho o caminhar, eu passei por todos os hospitais de Campina Grande. TODOOOOOS ! 7  toques no total eu levei e acabei tendo ele na maternidade mesmo, porque meu sangue é (O-) e poderia dá umas complicações se eu não tomasse a vacina da incompatibilidade sanguínea.

Minha bolsa ainda não havia estourado até eu chegar no hospital da FAP. Inclusive eu que achava que estava sentindo dor tive a comprovação depois que minha bolsa estourou que a dor do parto normal equivale sim a 200 ossos se quebrando ao mesmo tempo, porque quando minha bolsa estourou comecei a entender um pouco sobre essa teoria. quarto toque na FAP e eu já não aguentava mais !

"Melhor você ir á maternidade , estamos sem a vacina da incompatibilidade sanguínea" 

Entrei no carro, não consegui ficar sentada, de novo de costas !

Cheguei na maternidade, morreeeeeendo de dor, já não aguentava nem andar, pegamos um trânsito daqueles no dia e ainda mais em horário de pico.A minha bolsa já tinha estourado na FAP e já fazia uns 25 minutos que só vazava. 

Cheguei e o médico de plantão me atende ,subo na cadeira de rodas.Nunca me internei, muito menos fui carregada em uma cadeira de rodas.Mas ai quando eu penso que vai , doce ilusão porque desse momento  pra frente a noção de tempo fica distorcida.

Vou pro centro obstétrico, pra sala de pré- parto.

O médico chega, faz o toque: dilatação 8, espera mais um pouco. Qual mãe com dilatação 8 não acharia que a 10 já estaria chegando? Mais demorou viu ? Algumas horas ... 2 horas precisamente! 

Volto pra sala de pré parto e fico lá morrendo de dores com minha cunhada do lado porque me prometeram deixar o pai do meu filho entrar e NÃO DEIXARAM, coisa que nem gosto de lembrar de tanto desgosto que fiquei. Queria ele ali comigo né ! 

 E aí me dá a louca (acho que vontade de que a coisa aconteça de fato) e eu começo a dizer que vou morrer, que eu não vou aguentar , kkkkkkk’. Pois é ...Você acha mesmo que vai morrer de dor, acreditem !

 Aí eu senti a pior de todas, LEMBRO-ME BEM DESSA DOR, quando senti essa dor mandei logo chamar a enfermeira porque senti uma coisa grande saindo.

Eu fico revoltada quando me lembro desse momento sabe ? Me deixaram sozinha naquele momento sem apoio profissional, não me ensinaram a fazer nada, não tentavam se quer aliviar a minha dor, NÃO TIVE NENHUMA INTERVENÇÃO MÉDICA SE QUER ! E em contra partida, agradeço muito , porque foi nesse momento que percebi que posso ter meu filho até em casa se eu quiser, SOZINHA !

Ela demora muito pra vir,  quando vem, ela fala: “ Deixa eu olhar minha filha”.

Quando ela levanta o lençol – Pedro já está com a cabecinha dele de fora! 

E agora? o que eu faço?

Ela não me coloca em maca e muito menos em cima de cadeira de rodas e eu saio andando com ela segurando a cabeça do meu filho até a sala de parto, acreditam ?

 Foi exatamente assim!

 Quando cheguei na sala já tinha na minha cabeça que quando vinhesse a contração era uma força que eu faria, ela colocaria o dedo lá e abriria : “to vendo ele vindo ! faz força!"

Foi assim ? Não! 
O médico olhou pra mim, perguntou meu nome completo (na hora eu pensei : tá de brincadeira né!?) , daí ele falou : " Mãe, ele lhe rasgou toda e parece ser um meninão então põe as pernas aqui em cima e tenta fazer a forca que ele vai sair rapidinho, eu não vou anestesiar tá ?

Na hora da expulsão a rei leoa incorporou com força. Queria ganhar sozinha. Não queria a ajuda de ninguém, aí eu faço força pra valer. Gritei e chorei como nunca antes na minha vida e, apesar de me sentir um pouco envergonhada (que nada) , descubro que é a melhor coisa do mundo, todo grito contido foi saindo corpo afora e aquela cabeça começa a aparecer por completo: 

“to vendo a testinha dele! vai !" 

Parece uma eternidade ! Mas acho que não fiquei nem dez minutos na sala de parto mesmo . 

“Ó, vou colocar este pano na sua barriga pra apoiar o neném.”

Aí de repente força força força : aaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhh!!!! 
É a cabecinha saindo por completo. O tal do círculo de fogo é um absurdo,uma dor enorme que dura pouquíssimos segundos:

“Isso ! Vai ! Forca,vem Pedro !”

 E pluft! Ele escorrega.

19h52:

O doutor canta: "19:52, 20 de junho de 2012, 4 kg e 52 cm Pedro Lucas é um meninão mamãe, que corajosa ein ?!"

Aquilo foi música!


Na mesma hora colocam ele em cima de mim, que fica só miando num choro baixinho.

"Meu deus! Esse é meu filho!"

Eu não parava de chorar. Admirando a coisa mais perfeita do universo que não é somente meu filho, mas esse milagre da vida.

Cortaram o cordão, deixaram um pouco comigo, uns 20 segundos e lá vai ele pra pediatria.


 Enquanto isso eu sinto que a placenta está saindo.

 Que legal é uma placenta! (kkkk um pedaço gigante de carne vermelha com um fio grosso e roxo pendurado).


Hora de dar os pontos e sem anestesia e eu consigo sentir cada agulhada. Porque ele fez isso comigo mesmo? Hoje eu penso né ! 18 PONTOS o doutor conta.

Pedro chegou e eu ali deitada mesmo colocam meu filho no meu peito e ele começa a mamar.
senti como se eu tivesse feito aquilo a vida inteira. 

O momento que eu mais esperava chegou! Meu filho tá mamando, sem problemas ! A primeira sugada é divinamente linda !

  Depois, festa em família, o pai meu Deus aquele ORGULHO GRAAANDE porque ele nasceu com o queixo e a boca iguaizinhos kkk, e o pé então? idêntico - o maior bate papo e a gente tira fotos.

No dia seguinte me liberam pra levantar , mas eu já havia levantado uma mil vezes na noite só pra olhar ele, me sentia ótima ! Fiquei em uma sala sozinha, exclusiva pós sofrimento , presente de DEUS ! 

Tomei banho sozinha, cuidei dos pontos, nem me maquiei mais desinchei.



 Como valeu a pena esse parto!

Todos os incômodos da gravidez foram embora naquele momento e la estava eu novinha em folha e o melhor com minha vida perto de mim agora! ♥

Então pessoal, nada contra o parto (cesária), ele salva vidas, mas se vai da pra fazer uma forcinha e ter seu pequeno ali na forca humana mesmo ? Opte sim, super recomendo, é lindo, um alivio em relação a recuperação , e na hora DEUS nos ajuda a tirar forcas e da tudo certo.









                                 É MENINO ! QUE DELICIA SER MÃE DO SEXO OPOSTO! 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Mãe com Salto Alto. Todos os direitos reservados.
Editado por: La Cerejinha Design.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo